11 2092-3039 | 11 2092-4834
atendimento@ianezetoledo.com.br
Rua da Mooca, 1291 - Sala 103 | Mooca
     

Os dez pecados no trânsito

1. Ver e não ser visto. Os faróis do carro não servem apenas para melhorar a visibilidade, eles também tornam o seu carro visível para aos demais. Use-os sempre que as condições de visibilidade estiverem ruins: túneis, neblina, tempo chuvoso, crepúsculo, etc. Já as lanternas de neblina (na traseira do seu carro) dever ser acionadas apenas sob neblina ou chuva e incomodam quando ligadas desnecessariamente. Outra coisa: o pisca alerta dever ser usado apenas com o carro parado, sempre!

2. Achar quie o outro motorista sabe o que você vai fazer. Sinalizar, com os piscass ou mesmo com a mão, indica aos outros motoristas sua intenção. E não adianta ligar a seta apenas ao iniciar o movimento do volante para virar; dê um tempo aos outros para que preparem para sua manobra.

3. Dirigir agressivamente. Colar no veículo da frente, fechar os demais, são habilidades específicas para uso em pista. Quer fazer tudo isso? É melhor (e mais seguro) alugar um kart, não acha?

4. Trancar a passagem de outro veículo. Pode ser irritante, mas tentar impedir que alguem que vem de uma transversal entra na via em que você está não leva a nada e só piora as condições de tráfego.

5. Trafegar pela esquerda. Mania de brasileiro, em São Paulo, então, nem se fala. Vamos lembrar: Mesmo que você esteja na velocidade máxima permitida na faixa da esquerda, se houver outro veículo mais rápido que o seu, dê passagem.

6. Dirigir em velocidade incompatível. Por exemplo, andar na esquerda a 100 km/h numa pista que permite 120 km/h, ou rodar a 30 km/h procurando um endereço numa via expressa de 70 km/h.

7. Falta de concentração. Falar ao celular, procurar um CD, conversar animadamente com o passageiro ou ficar com a cabeça nas nuvens são pecados capitais ao dirigir. Todo o foco deve estar voltado à direção e ao tráfego ao seu redor. Lembre-se disso!

8. Desajuste social. Buzinar em excesso, brigar no trânsito, frear bruscamente, forçar o erro de outro motorista. Egoísmo é outro sentimento que bloqueia o bom senso.

9. Desleixo com a manutenção do veículo. Carro sem freio, significa acidente na certa. Sem água, sem óleo, embreagem, o automóvel para e o trânsito também. Pneus carecas limitam a aderência. Vidros sujos prejudicam a visibilidade, faróis desregulados mais ainda.

10. Poluir. Fumaça irrita, mas existem outras formas de poluição que incomodam, como quando alguém joga lixo pela janela do carro, ou "desfila" com o som no volume máximo, exibindo, quase sempre, um péssimo gosto musical.

Por Valter Nishimoto

Voltar

 
© 2011 Ianez e Toledo
Todos os direitos reservados